Congresso Internacional Cidades & Transportes tem início no Rio

Especialistas de todo o mundo estão reunidos, dias 10 e 11 de setembro, para debater o futuro das cidades.

10/09/2015

Luis Antonio Lindau, Diretor do WRI Brasil Cidades Sustentáveis, na abertura do Congresso Internacional Cidades & Transportes (Foto: Mariana Gil/WRI Brasil Cidades Sustentáveis) Luis Antonio Lindau, Diretor do WRI Brasil Cidades Sustentáveis, na abertura do Congresso Internacional Cidades & Transportes (Foto: Mariana Gil/WRI Brasil Cidades Sustentáveis)

Lar para bilhões, as cidades são fascinantes. Concentram os principais desafios globais, bem como suas soluções. Nos centros urbanos, grandes ideias se tornam realidade para preservar o que têm de mais precioso: as pessoas. Para explorar as questões chave à vida urbana, o Congresso Internacional Cidades & Transportes teve início nesta manhã (10) na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro.

Um público de mais de mil pessoas e 130 palestrantes, entre especialistas, prefeitos e lideranças nacionais e internacionais estão reunidos no Cidade das Artes para compartilhar boas práticas e iniciativas bem-sucedidas na construção de cidades mais inclusivas e humanas.

Na abertura oficial do Congresso nomes e palavras inspiradoras. Antonio Juan Sosa, Vice-Presidente de Infraestrutura do CAF – Banco de Desenvolvimento da América Latina; Andrew Steer, Presidente do WRI - World Resources InstituteVicente Loureiro, Diretor-Executivo da Câmara Metropolitana de Integração Governamental do RJ; Marcio Lacerda, Presidente da Frente Nacional de Prefeitos e Prefeito de Belo HorizonteLuis Antonio Lindau, Diretor do WRI Brasil Cidades Sustentáveis; e Rachel Biderman, Diretora do WRI Brasil, lembraram que o futuro é agora, e a ação precisa começar.

Antonio Juan Sosa fez as saudações iniciais. “Para a CAF, é um prazer estar aqui, ao lado de quem trabalha pelo desenvolvimento de cidades e mobilidade sustentável na América Latina”, disse, lembrando que a Cúpula de Prefeitos, dessa quarta-feira, trouxe ideias, novas soluções e problemas que continuam a persistir. “Temos um relacionamento de colaboração com a EMBARQ há muitos anos com um portfólio de atividades que envolve infraestrutura, transportes, e que continuará no futuro. Parabenizamos pelos 10 anos e desejamos longa vida à organização”, concluiu.

“É um momento especial pra nós”, celebrou Rachel Biderman, Diretora do WRI Brasil. “O planeta vive seu maior desafio – o clima, e estamos aqui para fazer mudanças. Para tanto, precisamos de dois motores – um que reduza as emissões, e outro que adapte as cidades aos impactos das mudanças”, finalizou.

O Diretor do WRI Brasil Cidades Sustentáveis, Luis Antonio Lindau, agradeceu a todas as instituições que viabilizaram a realização do evento, como a Prefeitura do Rio de Janeiro. “Chegamos até aqui construindo uma equipe de qualidade, com o fundamental apoio de fundações e organizações locais e internacionais que se somam a nós”, pontuou. “Deixamos nossa marca em projetos emblemáticos para a mobilidade sustentável e desenvolvimento urbano e temos orgulho de ter proporcionado, com essa atuação, em ter proporcionado mais tempo para pessoas, menos acidentes no trânsito e mais saúde. Estamos prontos para o futuro”.

Ao saudar os presentes, o ex-prefeito de Curitiba Jaime Lerner defendeu que a solução das cidades passa por um transporte coletivo de qualidade – na superfície. “86% dos deslocamentos em São Paulo são por superfície. Precisamos aproximas as moradias dos empregos, combinar modais e oferecer um bom transporte público. O carro não é o problema. Esqueçam o automóvel: aí as cidades vão começar um novo caminho”. Para ele, os gestores municipais devem ter visão de futuro e equipe dedicada à cidade. “Gente que cuida”, como definiu. “Espero que cada vez mais, o debate e as ações em cidades aconteçam”, finalizou.

Vicente Loureiro, representando a Câmara Metropolitana do RJ salientou a importância da integração metropolitana e da gestão com governança, lembrando dois importantes pilares para a mobilidade fluminense. “A região metropolitana carioca recebe, na última década, importantes investimentos em mobilidade, como a expansão da rede metroviária, que é uma das maiores do mundo. Além disso, os esforços no sistema BRT têm sido expressivos, e nossa prioridade é renovar esse investimento com qualidade, criatividade e equipe”. No uso da palavra, Loureiro também anunciou uma novidade. Vai construir um plano metropolitano de Governança até o fim de 2016. “Para que novos prefeitos tenham um ambiente novo de governança e uma metrópole a perseguir, onde politicas publicas como transporte e mobilidade tenham um peso estruturante”.

Marcio Lacerda, presidente da FNP e prefeito de Belo Horizonte, reforçou a visão de governança metropolitana mencionada por Loureiro. “Nos enche de esperança ouvir que uma cidade como o Rio de Janeiro terá um plano para sua Região Metropolitana.  É um trabalho de gerações, mas cada um de nós, como prefeitos, poderemos deixar nossas contribuições para o avanço das cidades – cujo protagonismo é reconhecido no processo de evolução da sociedade como um todo”.

O Presidente do WRI, Andrew Steer, proferiu as palavras finais. “É nas cidades que se concentram os grandes desafios das próximas décadas. As cidades são uma invenção maravilhosa, mas estamos atrasando seu sucesso. Por exemplo, Beijing perde 50% de sua renda pelos congestionamentos, 10% pela poluição e 6% em acidentes. E não é um problema econômico”, salientou. Segundo ele, ouvir os líderes reunidos no Congresso é levar a revolução das cidades adiante. “É uma alegria, para o WRI Ross Centro para Cidades Sustentáveis, fazer parte dessa jornada”, celebrou.

Mais que planejar, é hora de agir. A realidade urbana demanda soluções efetivas para garantir qualidade de vida às pessoas. Isso inclui menos emissões – apesar de ocuparem somente 2% do território terrestre, áreas urbanas emitem 70% dos gases relacionados ao setor de energia –, mais eficiência no desenvolvimento urbano – 75% da infraestrutura erguida no mundo em 2050 ainda não existem –, mais segurança – 1,2 milhão de pessoas falecem em acidentes de trânsito no mundo.

Crescem os desafios, mas também as oportunidades para ação.

A EMBARQ Brasil agora é o WRI Brasil Cidades Sustentáveis.

Acompanhe o Congresso:

Entre 10 e 11 de setembro, o Congresso Internacional Cidades & Transportes traz grandes temáticas como mobilidade e transporte; resiliência, vulnerabilidade e adaptação; desenvolvimento urbano sustentável; políticas públicas inovadoras; equidade econômica; novas tecnologias, entre outras, em mais de 30 sessões.

WRI BRASIL Marca 10 Anos Patrocinadores